Mãe De Traficante (Mc Daleste)

O que leva um menino à vida do crime Falta de opção, uma grande ilusão Plantando na boca pra virar patrão Aos 23 anos de idade assumiu a gerência Por eficiência e se arriscando ganhou experiência Sua mãe decepcionada não sabe o que faz Mas já é conformada com o acontecido E disse oh, meu filho, não faça mais isso Pelo amor de Deus, não me faça passar Por onde não preciso, siga o meu exemplo Sou trabalhadora, mas infelizmente não fiz faculdade Foi dias e noites, lutando e lutando Mas tudo o que tenho com dignidade Ai que saudade daquele menino Correndo, sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, meu filho traficante Não é como antes, hoje em seus olhos só vejo maldade Lembro como fosse agora, um menino pequeno Gordinho e moreno, correndo na rua e jogando bola Com o tempo ele foi crescendo e se envolvendo Com os maus elementos que sempre ficava Na porta da escola E sua mãe com preocupação Não disse em vão, com grande aperto no seu coração Agora você tem em sua cabeça, e nunca se esqueça Dos meus conselhos e não faça eu passar Por onde eu mereça, e dê muito orgulho pra mim Por que eu amo você e a cada dia mais você amadureça Mas que cabeça fraca, foi indo de embalo nessa vida loca E começou a usar droga, na escola cabulava aula Pra dar um rolê com a rapaziada, essa era sua vida Agora, se afundou no mundo do vício, endividado até o pescoço Não pagou desde o início, sem condição e condição Hoje nada é mais como antes, virou desgosto para sua coroa Depois que virou traficante Meu Deus, ai que saudade daquele menino Correndo, sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, meu filho traficante Não é como antes, hoje em seus olhos só vejo maldade Ai que saudade, daquele menino Correndo sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, meu filho traficante Não é como antes, hoje em seus olhos só vejo maldade Filho não se afunde na vida bandida, que não tem saída Você tem família, com os erros dos outros você tem que aprender Infelizmente a realidade, estou me preparando para o pior Você pode ser preso ou pode morrer Eu não quero seu mal, siga meus conselhos Pare pra pensar, porque amanhã pode ser tarde Estou imaginando, já me sinto mal por onde se anda Tem muita maldade Como eu queria voltar no tempo, vendo suas fotos Daquele menino eu sinto saudades Meu Deus, ai que saudade daquele menino Correndo, sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, meu filho traficante Não é como antes, hoje em seus olhos só vejo maldade Ai que saudade daquele menino Correndo sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, meu filho traficante, Não é como antes, hoje em seus olhos só vejo maldade Eu fiz o que pude, eu fiz minha parte Sua mente é seu guia, assim é a vida Eu te entrego nas mãos de Deus O destino aconteceu, era noite nublada Uma moto e dois caras já chegaram atirando Sem perguntar nada Meu Deus, ai que saudade daquele menino Correndo, sorrindo com os olhos cheio de felicidade Brincando, pulando, jogando bola Nas férias empinando pipa na laje Ai que saudade daquele menino Correndo, sorrindo com os olhos cheio de felicidade Que decepção, mais uma mãe que chora, a chuva se molha Abraçando seu filho, vendo ele ir embora Meu Deus, ai que saudade A vida do crime não compensa, pare e pensa!